Brasil em Números

Estudo de 2015 indica que, se não houver mecanismos de controle, 17,5 milhões de toneladas de resíduos plásticos poderão entrar nos oceanos, a cada ano, até 2025.

Neste verão quente com que se iniciou 2019, um dos locais de passeios preferidos para as feriados e férias é a praia!

Também pudera! Com este vasto e exuberante litoral que tem este país, nada mais refrescante do que um mergulho, não é mesmo?!

Também vasta e exuberante é a nossa flora e fauna. Profusão de cores, formas, texturas e sabores! Todas estas coisas muito nos agradam e alegram a vida!

Contudo, muito de nossa fauna marinha se encontra pressionada pela falta de cuidados ambientais diversos.

Sabe aquele monte de sacos plásticos, de garrafas pet e outras embalagens que “esquecemos” nas praias? Pois é! Acabam se acumulando e prejudicando muito a vida marinha.

O artigo “Por que animais marinhos confundem plástico com comida?”, veiculado em 17 de setembro de 2018, refere-se ao Estudo de 2015 que traz o alerta: se não houver mecanismos de controle, 17,5 milhões de toneladas de resíduos plásticos poderão entrar nos oceanos, a cada ano, até 2025.

https://www.bbc.com/portuguese/geral-45519251

Também, o Relatório da World Animal Protection, recentemente publicado, intitulado “Maré Fantasma” dá conta de que, no Brasil, diversas espécies podem ser impactadas em razão da chamada “pesca fantasma”.

https://www.worldanimalprotection.org.br/sites/default/files/br_files/relatorio_marefantasma_sumarioexecutivo.pdf

 

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone