Portos

O processo de reformas portuárias brasileiras entra em nova etapa com o modelo balizado pela recém-aprovada Lei nº 12.815, de 5/JUN/2013. Ela estabelece um novo arranjo entre o poder público e a iniciativa privada; entre os diversos agentes envolvidos na atividade portuária (Administrações Portuárias, TUPs, arrendatários, operadores e trabalhadores, etc.) visando estabelecer um novo padrão gerencial e concorrencial nos portos brasileiros:

O IDELT, desde sua fundação, vem prestando assessoramento e consultoria, e executando programas de:

  • Estruturação de Planos de Desenvolvimento e Zoneamento – PDZ;
  • Identificação de oportunidades de investimentos;
  • Elaboração de EVTEAs – Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental;
  • Processo de “Manifestação de Interesse – PMI”;
  • Modelagem de licitação para arrendamentos;
  • Elaboração de propostas para participação em licitações;
  • Concepção de Programas de Revitalização de Áreas Portuárias – REVAP;
  • Assessoria em processos de autorização e licenciamentos;
  • Workshop “Planejamento e Licenciamento Portuário” para técnicos, executivos e autoridades do setor.
  • Estruturação e reorganização de Administrações Portuárias;
  • Elaboração de diversas normas necessárias ao funcionamento portuário (Regulamento de Exploração dos Portos, Norma de Pré-Qualificação de Operador Portuário; Estruturas Tarifárias, etc.);
  • Treinamento e requalificação profissional;
  • Auditorias operacionais.

 *Também atua produzindo reflexões e publicando artigos sobre o universo portuário.

 

Consultoria, assessoria, desenvolvimento gerencial, organizacional e institucional, estudos, pesquisas, publicações, implantação de projetos, organização de seminários e eventos, capacitação de recursos humanos e treinamentos.